Atualizações Recentes Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • Fm4lloc 2:37 am em 20 de July de 2017 Link Permanente | Resposta  

    INSTALAÇÃO RETROARCH/LIBRETRO E ATRRACT MODE NO LINUX 

    2017-07-19-185747_1920x1080_scrot2017-07-19-185808_1920x1080_scrot

    1. Instalar Dependências (Debian/Ubuntu):

    $ sudo apt-get update
    $ sudo apt-get upgrade
    $ sudo apt-get install build-essential libxkbcommon-dev zlib1g-dev libfreetype6-dev libegl1-mesa-dev libgles2-mesa-dev libgbm-dev nvidia-cg-toolkit nvidia-cg-dev libavcodec-dev libsdl2-dev libsdlimage1.2-dev libxml2-dev yasm git
    

    2. Obter Árvore de Arquivos:

    $ git clone git://github.com/libretro/libretro-super.git
    $ cd libretro-super
    

    3. Obter Núcleos Libretro

    Cada núcleo corresponde a um emulador, sendo possível baixar o sistema inteiro ou apenas alguns núcleos. Para descarregar a árvore integral de arquivos Libretro e o RetroArch use:

    $ SHALLOW_CLONE=1 ./libretro-fetch.sh
    

    Se optar por núcleos específicos indique-os como no exemplo abaixo. Particularmente irei usar o de Super Nintendo (snes9x), Sega Genesis (genesis_plus_gx) e Dreamcast (reicast).

    $ SHALLOW_CLONE=1 ./libretro-fetch.sh retroarch snes9x genesis_plus_gx reicast
    

    Uma lista correspondente ao nome exato do núcleo pode ser vista aqui -> https://wiki.libretro.com/index.php?title=Main_Page#Core_Software_Library

    4. Construir Núcleos

    Compilar todos de uma única vez (vai demorar):

    $ NOCLEAN=1 ./libretro-build.sh
    

    Para construir núcleos específicos é necessário identificá-los. Compilarei apenas aqueles indicados anteriormente (snes9x; genesis_plus_gx; reicast)

    $ NOCLEAN=1 ./libretro-build.sh snes9x genesis_plus_gx reicast
    

    Omitir NOCLEAN=1 se você deseja executar “make clean” em cada repositório antes da construção.

    5. Construir RetroArch

    Descrição do RetroArch:

    RetroArch is a frontend for emulators, game engines and media players. It enables you to run classic games on a wide range of computers and consoles through its slick graphical interface. Settings are also unified so configuration is done once and for all. RetroArch has advanced features like shaders, netplay, rewinding, and more!

    Comando para construção:

    $ ./retroarch-build.sh
    

    6. Instalação

    $ mkdir -p ~/ra2017/cores
    $ cd retroarch
    $ make DESTDIR=~/ra2017 install
    $ cd ..
    $ ./libretro-install.sh ~/ra2017/cores
    $ sudo ln -s ~/ra2017/usr/local/bin/retroarch /usr/local/bin/
    

    Antes de prosseguir copie os ícones da pasta assets para ~/.config/retroarch:

    $ mkdir -p ~/.config/retroarch/
    $ cp -r ~/ra2017/usr/local/share/retroarch/assets/ ~/.config/retroarch/
    

    7. Alterar o idioma do RetroArch

    Abrir o RetroArch e ir em icone2 -> User -> Language; e selecionar Português.

    idioma_1idioma_2idioma_3

    8. Configuração do Joystick/Teclado através do RetroArch

    O RetroArch possui um esquema de abstração dos controles, dispensando a configuração individual para cada um dos emuladores utilizados.

    Para ajustar qualquer controle conectado, seja de Playsation, Xbox ou outros genéricos, considere o layout dos botões de um joytick de Super Nintendo. Dessa forma, se você estiver configurando um Playstation, considere que o TRIANGULO equivale ao botão X, o CIRCULO ao botão A e assim por diante. Os analógicos e qualquer outro botão também é abstraído nesse esquema.

    botao_referencia

    Para entrar nas configurações do joystick é só iniciar o RetroArch e selecionar icone2 -> Entradas -> Usuário 1; e seguir configurando os botões:

    mapear botao_1mapear botão_2mapear botão_3

    INSTALAÇÃO DO ATTRACT MODE

    attract-mode-logo

    2017-07-19-185849_1920x1080_scrot

    Descrição: Attract Mode é uma interface gráfica para emuladores de linha de comando como o MAME, MESS e Nestopia. Ela esconde o sistema operacional subjacente e se destina a ser controlado com um joystick, gamepad ou mouse, tornando-o ideal para uso em gabinetes de arcade. Attract Mode é de código aberto e roda em Windows, Mac OS X e Linux (incluindo Raspberry Pi , ODROID)

    Download e instalação:

    $ wget https://github.com/mickelson/attract/releases/download/v2.2.0/attract_2.2.0-1_amd64.deb
    $ sudo dpkg -i ./attract_2.2.0-1_amd64.deb
    

    Antes de prosseguir inicie o Attract para que seja gerada uma pré-configuração com os arquivos-base. Para sair pressione ESC e confirme.

    exit attractmode

    8.1 Configuração dos Emuladores

    Na pasta ~/.attract/emulators/ estão alguns arquivos pré-configurados. A formatação geral limita-se em indicar os caminhos das pastas com as roms, núcleos, flyer e boxart’s etc em uma variável específica.A configuração para Snes9x (núcleo de emulação para Super Nintendo) ficaria assim:

    # Generated by Attract-Mode v2.2.0-1-dirty
    #
    executable           /home/SEU_USUARIO/ra2017/usr/local/bin/retroarch
    args                 -L /home/SEU_USUARIO/ra2017/cores/snes9x_libretro.so "[romfilename]"
    rompath              /media/FullSet.ROMs.skullr4fael/snes/roms
    romext               .zip
    system               Super Nintendo (SNES)
    info_source          thegamesdb.net
    artwork    flyer     /media/FullSet.ROMs.skullr4fael/snes/boxart/
    artwork    marquee   
    artwork    snap      /media/FullSet.ROMs.skullr4fael/snes/snap/
    artwork    wheel     /media/FullSet.ROMs.skullr4fael/snes/wheel/
    

    Exemplo Sega Genesis (genesis_plus_gx)

    # Generated by Attract-Mode v2.2.0-1-dirty
    #
    executable           /home/SEU_USUARIO/ra2017/usr/local/bin/retroarch
    args                 -L /home/SEU_USUARIO/ra2017/cores/genesis_plus_gx_libretro.so "[romfilename]"
    rompath              /media/FullSet.ROMs.skullr4fael/megadrive_x32
    romext               .zip;.md
    system               Sega Genesis
    info_source          thegamesdb.net
    artwork    flyer     /media/FullSet.ROMs.skullr4fael/megadrive_x32/boxart/
    artwork    marquee         
    artwork    snap      /media/FullSet.ROMs.skullr4fael/megadrive_x32/snap/
    artwork    wheel     /media/FullSet.ROMs.skullr4fael/megadrive_x32/wheel/
    

    O melhor é procurar um fullset contendo as roms, snap, flyer e boxart dos consoles em sites de torrent ou fóruns especializados no assunto.

    8.2. Downlod e Instalação do Tema NEVATO para o Attract Mode (http://www.onyxarcade.com/nevato)

    $ wget http://www.onyxarcade.com/download/nevato-theme.zip
    $ mv ./nevato-theme.zip ~/.attract/layouts/
    

    Agora inicie o Attract Mode, aperte a tecla TAB e selecione: Displays > ‘Diplays Menu’ Options; e deixe igual a imagem abaixo:

    123

    Adicione um novo display/tela para cada emulador utilizado também. . Entre em Displays > Add New Display e adicione o nome dele.

    Exemplo para Snes9x:
    456

    8.3. Gerar a lista de ROMS

    Último e mais importante dos passos: listar os jogos para que sejam reconhecidos e vizualizados dentro do Attract Mode.Para fazer isso é só abrir o Attract Mode, apertar TAB e entrar em: Emulators > Selecionar o emulador (no meu caso o Snes9x) > Generator collection/Rom List. Aguardar o procedimento, reinicie o Attract e pronto!

    gerar lista1gerar lista 2gerar lista 3gerar lista 4

    8.4. EXTRA: Download e Instação de Shaders/Filtros

    $ mkdir -p ~/.config/retroarch/shaders/
    $ cd ~/.config/retroarch/shaders/
    $ git https://github.com/gizmo98/common-shaders
    

    Abra o arquivo ~/.config/retroarch/retroarch.cfg com seu editor de textos favorito e altere a variável “video_shader” com o caminho do shader que deseja utilizar. Recomendo fortemente o nominado de “crt-pi.glslp“. A tela fica parecendo aqueles monitores CRT antigos com linhas verticais… é uma coisa linda!

    video_shader = "~/.config/retroarch/shaders/crt-pi.glslp"
    

    shadershader1shader2shader3

    Pronto! Agora é só abrir o Attract Mode e iniciar seus jogo.

    2017-07-19-185833_1920x1080_scrot

    Anúncios
     
  • Fm4lloc 3:52 pm em 12 de January de 2017 Link Permanente | Resposta  

    Python, Gtk e Assembly- Três e-books para download 

    Hoje deixo a indicação de três excelentes e-books para download.

    O primeiro é o Foundations of GTK+ Development, indispensável para aprender sobre a criação de interfaces gráficas em GTK com a linguagem C, mesmo existindo documentação oficial, visto que o livro apresenta muitos exemplos, ilustrações e dicas importantes para trabalhar com essa toolkit.

    Outro livro muito bom, escrito por Frederico Lamberti Pissara, é o Dicas C e Assembly Para Arquitetura x86-64. Fortemente indicado para iniciantes e experts, servindo como material de consulta e aprendizado.

    Com leitura acessível e dicas valiosas,  o livro Python Para Desenvolvedores 2ª Edição do autor Luiz Eduardo Borges é aconselhado aos desejosos pela iniciação no fantástico mundo da linguagem Python.

    Para fazer o download de algum deles clique sobre a capa correspondente.

    capa-python capa-gtk capa-dicas-c-assembly

     
  • Fm4lloc 1:27 am em 22 de December de 2016 Link Permanente | Resposta  

    How to compile Reicast on Linux 

    How to compile Reicast on Linux

    dreamcast

    1. Install dependencies (debian-like)

    $ sudo apt-get install build-essential libasound2 libasound2-dev libegl1-mesa-dev libgles2-mesa-dev git
    

     

    2. Download the source files:

    $ git clone https://github.com/reicast/reicast-emulator.git
    

     

    3. Compile and install:

    $ cd reicast-emulator/shell/linux/
    $ make
    $ sudo make install
    

    It’s installed! The documentation can be read using the command: man reicast

    4. Open the terminal and run the command:

    $ reicast
    

    The program will open and close quickly returning errors due to lack of Bios/Flash. This is just for the Reicast create the configuration files and paths automatically.

    5. Download the bios/flash in:

    http://www.freewebs.com/animated_site/dc_bios.bin
    http://www.freewebs.com/animated_site/dc_flash.bin

    The dc_bios.bin and dc_flash.bin files should be copied to: ~/.local/share/reicast/data/

    6. The configuration of the joystick is with the command: reicast-joyconfig.

    But before connecting your joystick run:

    $ sudo apt-get install python-pip python-dev
    $ sudo pip install evdev
    

     
    Now connect your joystick and run:

    $ mkdir -p ~/.config/reicast/mappings/
    $ reicast-joyconfig -f ~/.config/reicast/mappings/controller_ps3.cfg
    

    Enter the device ID when prompted.

    fm4lloc@debian:~$ reicast-joyconfig
    17: Sony PLAYSTATION(R)3 Controller (/dev/input/event17, usb-0000:00:13.0-1/input0)
    Please enter the device id: 17

    In my case, the control of Playstation3 was 17, yours may present another.
    Keep responding if you want to use a particular joystick button (Y – yes or N – no). I said no to: digital pad 2, buttons C, D and Z when asked.

    After mapping the joystick open the file ~/.config/reicast/emu.cfg and add the newly created configuration path and joystick ID.

    [input]
    evdev_device_id_1 = 17
    evdev_mapping_1 = /home/your_user/.config/reicast/mappings/controller_ps3.cfg
    

     

    7. Now start your games!

    Compatibility list is available here -> Reicast_Compatibility_List – The list is not exhaustive, a lot of games have not been added, case of Shenmue I.

    Currently reicast supports images in .CDI and .GDI format. The command to run the game is:

    $ reicast /game_path/game.gdi

     

    To start fullscreen use the -config option x11: fullscreen = 1

    $ reicast -config x11:fullscreen=1 /game_path/jogo.gdi
    

     

    You can also edit the emu.cfg file and assign the value 1 (one) to fullscreen. The resolution is also changed in emu.cfg

    [x11]
    fullscreen = 1
    height = 480
    width = 640
    

    Images of the emulator running.

     
  • Fm4lloc 1:47 am em 11 de November de 2016 Link Permanente | Resposta
    Tags: snes   

    RODANDO JOGOS DE SUPER NINTENDO/SNES NO LINUX COM O SNES9X 

    Hoje é dia de nostalgia!

    Seguindo a informalidade característica de muitas publicações aqui no Blog, eis que apresento-lhes o caminho das pedras para jogar os clássicos pixelizados do Super Nintendo no Debian ou em outra distribuição qualquer através do emulador Snes9x-gtk.

    snes9x_mario

    INICIANDO OS TRABALHOS

    Acesse a página do Snes9x-gtk -> (https://code.google.com/archive/p/snes9x-gtk/downloads/e realize o download da ultima versão do emulador.

    DESCOMPACTAR

    $ tar -jxvf ./snes9x-1.53-gtk-81-*.tar.bz2
    

    RESOLVENDO DEPENDÊNCIAS (libpng14)

    Se você foi apressado e executou o emulador antes de ler esse passo, provavelmente foi surpreendido com a seguinte mensagem:

    ./snes9x-gtk: error while loading shared libraries: libpng14.so.14: cannot open shared object file: No such file or directory

    Ocorre que o Snes9x precisa da Libpng14 para funcionar, então será preciso compilar….

    Primeiramente faça o download do arquivo: libpng-1.4.14.tar.gz

    Agora execute a sequência mágica no terminal para construir e instalar a libpng14:

    $ tar -vzxf ./libpng-1.4.14.tar.gz && cd ./libpng-1.4.14
    $ ./configure --prefix=/opt/libpng-1.4.14
    $ make
    $ sudo make install
    

    CRIANDO UM LANÇADOR PARA O SNEX9X

    O Snes9x não enxerga o arquivo libpng14.so.14 em /opt/libpng-1.4.14, para resolver isso crie um script nominado de laucher.sh na pasta do Snex9x com o conteúdo abaixo:

    #!/bin/bash
    
    export LD_LIBRARY_PATH="/opt/libpng-1.4.14/lib"
    ./snes9x-gtk
    

    laucher_snes9x

    Pronto! É só conceder permissão de execução ao script com o comando infra e clicar sobre ele para inciar o emulador sem falhas.

    $ chmod +x laucher.sh
    

    JOGO ACELERADO?

    Se o jogo estiver muito acelerado entre options > sound e altere “sound driver” para ALSA ou SDL.
    Caso persista tente desmarcar a opção “synchronize with sound” (vai ficar uma bosta).
    Por algum motivo que desconheço essa opção de sincronização do áudio com o driver “OPEN SOUND SYSTEM” altera consideravelmente a velocidade do emulador, tornando tudo muito rápido e

    dEsCoNtrOlad0...
     
  • Fm4lloc 10:46 am em 15 de October de 2016 Link Permanente | Resposta
    Tags: , wallpaper   

    Debian Sapphire Wallpaper 1080p 

    Olá caros leitores! Esse é meu novo trabalho :cool:.

    Usei basicamente o Inkscape 0.91 para desenhar as formas e o Gimp 2.8.14 para aplicar texturas, degrades e pincelar as cores.

    debian_sapphire_fernandomo_deviantart

    Debian Sapphire Wallpaper

    Aproveita e faz uma visitinha na minha galeria http://fernandomo.deviantart.com/gallery/

     
  • Fm4lloc 2:04 am em 18 de June de 2016 Link Permanente | Resposta
    Tags: lcd led   

    Melhorar a resolução das fontes no Debian 

    Essa é uma dica simples para melhorar nativamente a renderização das fontes no Debian, especialmente em telas LED/LCD.

    A aplicação do aperfeiçoamento dispensa qualquer tarefa meticulosa, exigindo apenas a criação de um arquivo nominado de .fonts.conf dentro da pasta home contendo:

    <?xml version="1.0"?>
    <!DOCTYPE fontconfig SYSTEM "fonts.dtd">
    <fontconfig>
     <match target="font">
      <edit mode="assign" name="hinting" >
       <bool>true</bool>
      </edit>
     </match>
     <match target="font" >
      <edit mode="assign" name="autohint" >
       <bool>true</bool>
      </edit>
     </match>
     <match target="font">
      <edit mode="assign" name="hintstyle" >
      <const>hintslight</const>
      </edit>
     </match>
     <match target="font">
      <edit mode="assign" name="rgba" >
       <const>rgb</const>
      </edit>
     </match>
     <match target="font">
      <edit mode="assign" name="antialias" >
       <bool>true</bool>
      </edit>
     </match>
     <match target="font">
       <edit mode="assign" name="lcdfilter">
       <const>lcddefault</const>
       </edit>
     </match>
    </fontconfig>

     

    Após salvar o documento reinicie a sessão.

     
  • Fm4lloc 3:37 pm em 11 de October de 2015 Link Permanente | Resposta
    Tags: cdi, dreamcast, , emulator, gdi, , reicast, , sega   

    Testando o Reicast – emulador de Sega Dreamcast no Linux 

    Nessa postagem vou explicar como compilar e instalar o emulador Reicast no Linux.

    Reicast não é o primeiro projeto open-source escrito para emular jogos de Dremcast, existe o Lxdream, sem atualização desde 2010. Na linha de código fechado o finado Chankast reinava no Windows em meados 2005. Contudo, nenhum deles permaneceu como referência na cena da emulação.

    A ascensão do Reicast não foi acidental, o projeto nasceu das mãos dos talentosos desenvolvedores do nullDC, considerado o melhor emulador de Sega Dremcast para Windows x86. Inclusive na página do nullDC contém uma nota informando que os novos trabalhos serão feitos no Reicast:

    Work is now done on reicast (https://github.com/reicast/reicast-emulator), and while nullDC is still a better choice for dreamcast emulation on windows/x86 reicast is where future development is. Come and help us!

    Isso me faz acreditar que grande parte do código base do nullDC vem sendo aproveitado no Reicast.

    O programa também recebe constantes commits no github, com suporte a diversas plataformas, inclusive Linux.

    Mas a postagem não é para contar histórias, quero mesmo é ensinar as etapas de compilação do emulador. Prepara o terminal!

    1. Resolver dependências:

    $ sudo apt-get install build-essential libasound2 libasound2-dev libegl1-mesa-dev libgles2-mesa-dev git
    

    2. Descarregar os arquivos-fonte:

    $ git clone https://github.com/reicast/reicast-emulator.git
    

    3. Entrar no diretório correto, construir e instalar:

    $ cd reicast-emulator/shell/linux/
    $ make
    $ sudo make install
    

    Está instalado! A escassa documentação pode ser lida usando o comando man reicast.

    4. Abra o terminal e rode o comando:

    $ reicast
    

    O programa ira abrir e fechar subitamente, retornara erros por falta de Bios/flash. Faço isso para ele criar os caminhos dos diretórios e arquivos de configuração automaticamente.

    Após essa primeira execução o arquivo emu.cfg será criado em: ~/.config/reicast/

    5.A próxima etapa é o download da Bios/Flash na página: http://www.freewebs.com/animated_site/dc_bios.bin
    http://www.freewebs.com/animated_site/dc_flash.bin

    Os arquivos dc_bios.bin e dc_flash.bin devem ser copiados para: ~/.local/share/reicast/data/

    Não me pergunte o motivo de elegerem tal pasta, estou apenas seguindo a documentação.

    6. Ok! A configuração do controle é através do comando reicast-joyconfig. Antes de executá-lo descarregue as dependências:

    $ sudo apt-get install python-pip python-dev
    $ sudo pip install evdev
    

    Plugue o controle no computador e execute:

    $ mkdir -p ~/.config/reicast/mappings/
    $ reicast-joyconfig -f ~/.config/reicast/mappings/controller_ps3.cfg
    

    Ele vai pedir a id do dispositivo, então informe.

    fm4lloc@debian:~$ reicast-joyconfig
    17: Sony PLAYSTATION(R)3 Controller (/dev/input/event17, usb-0000:00:13.0-1/input0)
    Please enter the device id: 17

    No meu caso a id do controle do ps3 conectado apareceu como 17, o seu pode apresentar outro.

    Siga respondendo se quer mapear (Y – sim ou N – não) determinado botão. Não mapeei o digital pad 2, os botões C, D e Z quando perguntado.

    Depois o mapeamento do controle abra o arquivo: ~/.config/reicast/emu.cfg e acrescente o caminho da configuração recém criada do controle e sua respectiva id editando a seguinte parte do documento:

    [input]
    evdev_device_id_1 = 17
    evdev_mapping_1 = /home/fm4lloc/.config/reicast/mappings/controller_ps3.cfg
    

    NOTA

    Enquanto usava reicast-joyconfig para configurar os botões do controle do Playstation 3, um erro ao tentar mapear o botão A me impedia de avançar.

    O erro foi:

    reicast-joyconfig.py 
    17: Sony PLAYSTATION(R)3 Controller (/dev/input/event17, usb-0000:00:13.0-1/input0)
    Please enter the device id: 17
    Using device 17...
    Name: Sony PLAYSTATION(R)3 Controller
    File: /dev/input/event17
    Phys: usb-0000:00:13.0-1/input0
    Do you want to map a button to exit the emulator [Y/n] n
    Do you want to map the A button? [Y/n] 
    Press the A button now...
    Traceback (most recent call last):
      File "/usr/local/bin/reicast-joyconfig", line 237, in <module>
        mapping = setup_device(dev_id)
      File "/usr/local/bin/reicast-joyconfig", line 147, in setup_device
        print_mapped_button("%s button" % button, event)
      File "/usr/local/bin/reicast-joyconfig", line 89, in print_mapped_button
        code_id = evdev.ecodes.BTN[event.code]
    KeyError: 302
    

    Solucionei comentado a linha do script /usr/local/bin/reicast-joyconfig:

    print_mapped_button("%s button" % button, event)
    

    Comente acrescentando o caractere # (jogo-da-velha) no começo da linha retrocitada.

    7. Hora de jogar.

    Eis o melhor momento! Adianto a lista de compatibilidade, disponível aqui -> Reicast_Compatibility_List – a lista não é exaustiva, uma massa grande de jogos não foram adicionados nela e funcionam, caso do Shenmue 1.

    Atualmente o reicast suporta imagens no formato .CDI e .GDI. O comando para executar o jogo é:

    $ reicast /caminho_do_jogo/jogo.gdi
    

    Para iniciar em tela cheia use a opção -config x11:fullscreen=1:

    $ reicast -config x11:fullscreen=1 /caminho_do_jogo/jogo.gdi
    

    ou edite o arquivo emu.cfg e atribua o valor 1 (um) para fullscreen. A resolução também é alterada no emu.cfg

    [x11]
    fullscreen = 1
    height = 480
    width = 640
    

    Imagens do emulador:

    Este slideshow necessita de JavaScript.

    A configuração da maquina usada:

    Debian 8.2 Jessie
    Operating System =  Linux debian 3.16.0-4-amd64 #1 SMP Debian 3.16.7-ckt11-1+deb8u4 (2015-09-19) x86_64 GNU/Linux
    Physical RAM     =  3966 MB 
    CPU name         =  AMD Phenom(tm) II X4 955 Processor 
    CPU speed        =  3.193 ghz (4 logical threads) 
    Video Card       = GeForce GTX 460 1024gb – Driver proprietário da NVIDIA na versão 352.21
    
     
    • Fernando da Silva 2:19 am em 22 de fevereiro de 2016 Link Permanente | Resposta

      Obrigado pelo tutorial. Tenho algumas dúvidas:
      01 – toda vez que fecho o emualdor, ao abrir novamente, ele pedi para configurar a bios, como posso salvar a bios?
      02 – no meu fica na tela, botoes como se fosse para android, como posso retirar eles da tela?

  • Fm4lloc 2:01 am em 7 de October de 2015 Link Permanente | Resposta  

    Usando o compactador de arquivos Engrampa junto ao Thunar 

    O Thunar possui um plugin nomeado de thunar-archive-plugin usado para prover a manipulação de arquivos compactados através de o menu de contexto – aquele que aparece quando pressiona-se o botão direito do mouse dentro de uma pasta no Thunar; Seleciona-se os arquivos, clica em “Criar Arquivo…” ou “Extrair Aqui..” e deixa o compactador fazer o trabalho, entende!?

    O plugin funciona muito bem, mas na versão <= 0.3.1-3 não trabalha com o Engrampa.

    A saída para solucionar isso foi reportada por um usuário que estava com problema semelhante -> https://bugs.debian.org/cgi-bin/bugreport.cgi?bug=783611

    O plugin utiliza scripts que fornecem comandos para invocar o compressor. Pensando nisso, a maneira de resolver foi criar um arquivo parecido para o Engrampa e coloca-lo junto aos demais.

    #!/bin/sh
    #
    # engrampa.tap - Wrapper script to create and extract archive files
    #                   in Thunar, via the thunar-archive-plugin, using the
    #                   engrampa archive manager.
    
    # determine the action and the folder, $@ then contains only the files
    action=$1; shift;
    folder=$1; shift;
    
    # check the action
    case $action in
    create)
    	exec engrampa "--default-dir=$folder" --add "$@"
    	;;
    
    extract-here)
    	exec engrampa "--extract-to=$(pwd)" --extract-here --force "$@"
    	;;
    
    extract-to)
    	exec engrampa "--default-dir=$folder" --extract "$@"
    	;;
    
    *)
    	echo "Unsupported action '$action'" >&2
    	exit 1
    esac
    

    É só criar um arquivo com o nome engrampa.tap na pasta /usr/lib/x86_64-linux-gnu/thunar-archive-plugin/ contendo o conteúdo acima. Para a versão 32 bits do Linux o caminho provavelmente é /usr/lib/i386-linux-gnu/thunar-archive-plugin/.

    Depois conceda permissão de execução ao arquivo com o comando: sudo chmod +x ./usr/lib/x86_64-linux-gnu/thunar-archive-plugin/engrampa.tap

    Agora o Engrampa abre diretamente no menu de contexto do Thunar.

     
  • Fm4lloc 9:35 pm em 25 de April de 2015 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , , parser, url   

    Simple parse-url in C 

    Simples URL parser que escrevi em C para exercitar o uso de expressões regulares.

    Modo de usar: ./parseurl url

    Exemplo de uso:

    $ ./parseurl 'scheme://username:password@subdomain.domain.tld:80/path/file-name.suffix?query-string#hash'
    

    Saída:

    +SCHEME: scheme
    +AUTHORITY: username:password@subdomain.domain.tld:80
     +USERINFO: username:password
      -USERNAME: username
      -PASSWORD: password
     -HOST: subdomain.domain.tld
     -PORT: 80
      +PATH: /path/file-name.suffix
       -FILENAME: file-name.suffix
       -QUERY: query-string
       -FRAGMENT: hash
    

    O código esta no Github. Para baixar use o comando:

    $ git clone https://github.com/fm4lloc/parse-url.git
    

    ou acesse a página https://github.com/fm4lloc/parse-url

    Após o download do código entre na pasta parse-url e compile.

    $ cd ./parse-url && make
    

    Recomendo ler esse post que escrevi sobre expresões regulares para entender melhor o funcionamento do programa: https://fm4lloc.wordpress.com/2014/01/06/usando-expressoes-regulares-em-c/

     
  • Fm4lloc 4:10 pm em 2 de February de 2015 Link Permanente | Resposta
    Tags: , encoder, , projeto   

    Projeto Cryptus 

    Sobre o projeto

    Cryptus é um multi-encoder que estou escrevendo em C. A ideia nasceu com um script arcaico feito em Perl contendo características parecidas, gostei tanto dele que achei interessante criar algo mais robusto e com uma interface gráfica.

    O Cryptus foi publicado no github, muitas funções já então funcionando, nos meus tempos livres estarei atualizando o código.

    https://github.com/fm4lloc/cryptus

    cryptus

    Como compilar no Debian e derivados

    1. Instale as dependências:

    $ sudo apt-get install build-essential pkg-config libgtk2.0-dev libgdk-pixbuf2.0-dev libssl-dev git
    

    2. Obtenha os sources:

    $ git clone https://github.com/fm4lloc/cryptus.git
    $ cd ./cryptus
    

    3. Compile:

    $ make
    
     
    • ZACHARiAS 10:23 am em 24 de fevereiro de 2015 Link Permanente | Resposta

      oi, bom dia.
      encoder de quê comopanheiro? obrigado por seguires o meu cantinho também.

      • fm4lloc 8:44 pm em 17 de abril de 2015 Link Permanente | Resposta

        É um multi-encoder de strings. É usado para codificar e criptografar strings. Também conta com ferramentas variadas e de utilidade rotineira para ofuscar scripts, links e textos em geral.

        Ainda estou escrevendo! Não esta 100% funcional.

c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar